É evidente que muito se resume numa lição de EBD, considerando o espaço disposto ao escritor e a profundidade do assunto. Muitas coisas são resumidas demais, podendo até dificultar o que seria de fácil compreensão.  Diante disso o professor entra em ação buscando “ajuntar” (Lc 11.23), e não macular a imagem do autor, esperamos que os leitores leiam o livro e a lição para uma compreensão correta do que o autor propõe e não se firmar em textos isolados.

No 1° Ponto da Lição, tópico 1, que leva o título “A menção de profeta no livro”, está dividida em no mínimo três momentos, onde no primeiro se trata da primeira menção feita a um profeta. Mostrando o local de registro dessa afirmação que é a referência de 1Samuel 2.27-36.

Tratando disso, entramos no segundo momento, onde é visto as características do profeta, “Homem de Deus”, “não adivinhador”, mais “porta voz de Deus”, e sua grande responsabilidade diante de Deus e dos Homens.

Terminado a definição, entramos no momento em que Samuel inicia na história profética, pela narrativa “Ali, Samuel se dirigia à casa de Eli”, o adverbio “Ali” não faz referência ao texto do capítulo 2.27-36.  São momentos distintos que o professor pode abordar diante da classe. E trata-se da confirmação de Deus a Eli, através da primeira profecia de Samuel quanto a casa de Eli, revelado no capitulo 3. Em resumo, o adverbio está ligando o leitor ao Texto Áureo da lição (1Sm 3.10), ao momento em que Deus usa Samuel para confirmar o que foi revelado anteriormente pelo profeta desconhecido, ratificando assim a profecia. Assim sendo, tanto a profecia do profeta desconhecido quanto a de Samuel, apontavam para a substituição do sacerdócio iniciado por Zadoque e que culminaria com a vinda do Messias, o perfeito Sacerdote.

Quanto ao dizer que “Esse acontecimento antecipava como seria o ministério de Samuel, o profeta do Senhor por excelência”, apenas acentua na lição o reconhecimento da grandiosidade do ministério profético de Samuel, como está escrito 1Sm 3.20.

Nota-se também que na lição 4 “A Degeneração da Liderança Sacerdotal”, Ponto II, subponto 2. “Sentença pronunciada”. Diz “Eli recebera uma sentença por meio de um profeta DESCONHECIDO”. Nota-se que o comentarista Pastor Osiel Gomes, reconhece que o texto de 1 Sm 2.27, fala de um profeta desconhecido e não de Samuel, como foi afirmado por alguns professores. Não havendo, portanto, contradição, mais sim um equívoco não por parte do escritor e sim por parte de quem está a interpretar o texto, isolando e minimizando  um rico e vasto conteúdo a algumas poucas linhas.


Temos que nos aprofundar na leitura da lição, em busca do conhecimento e compartilhar para edificação do corpo. É fato que o conhecimento é poder, mais a Verdade é o conhecimento que liberta.



Adailton Junior

Auxiliar na AD, Professor da EBD em Coroatá - MA