Cerca de 20.000 palestinos realizaram atos violentos na Faixa de Gaza e tentaram invadir a pé a fronteira de Israel, nesta sexta-feira (30). Pelo menos 14 deles acabaram mortos pelo Exército de Israel, e há mais de 1.100 feridos, de acordo com as autoridades palestinas.  Há imagens de uma menina de sete anos enviada por seus pais para atravessar a cerca de segurança em uma aparente tentativa de atrair fogo israelense, mas ela não foi ferida. 

Sistema de Segurança de Israel - Cupula de Ferro

Organizadores dos protestos estavam deliberadamente tentando colocar os civis em perigo, utilizando mulheres e crianças para formar uma “barreira de proteção”. Alguns palestinos tentaram colocar dispositivos explosivos ​​na cerca da fronteira com Gaza e foram atingidos pelo exército. Desde a semana passada os soldados do Hamas vinham fazendo exercícios militares junto à fronteira, realizando disparos que chegaram a ativar o sistema de defesa de Israel chamado “Cúpula de Ferro”.
A “Marcha do Retorno” que começou na sexta-feira de Páscoa deve durar até o dia 14 de maio, data em que Israel comemora seus 70 anos de independência. Embora os organizadores digam que os protestos seriam pacíficos, as autoridades israelenses lembram que o Hamas é um grupo terrorista islâmico que declara constantemente seus planos de destruir Israel.

Assista ao vídeo:



Veja como funciona o sistema de proteção cupula de ferro no vídeo abaixo;


Imagens Internet
Com informações de Times of Israel