Após a declaração do fundador do facebook Mark Zuckerberg, de que a rede social poderia um dia substituir as igrejas, o Pastor Robert Jeffress da Primeira Igreja Batista de Dallas, no EUA, declarou a FOX NEWS, não acreditar que um dia a tecnologia poderá substituir a Igreja Cristã.
O embate começou após o fundador da rede social anunciar que estava mudando o foco de sua empresa e se dedicaria a fazer que as pessoas de todo o mundo fizessem parte de comunidades.


 ............................................................
............................................................. 

Em palestra recente, sugeriu que existe um “vazio” deixado pela diminuição da frequência à igreja em muitas partes do mundo, sobretudo entre os mais jovens e que isso poderia ser preenchido.
“Deus nos criou e precisamos de um toque humano. Precisamos da vida em comunidade, foi por isso que Deus projetou a família e também a igreja”, assegurou. “Mas essa necessidade de companheirismo humano nunca será satisfeita por uma tela de computador”.
Para Jeffress, “A tecnologia pode melhorar o ministério da igreja, mas nunca irá substituir a igreja”. Ele lembrou as pessoas que “Deus criou a igreja” e “Zuckerberg criou o Facebook”, e certamente a igreja continuará existindo depois que Zuckerberg e o Facebook tiverem “desaparecido”.


Com informações de Faith Wire
Imagens Internet