O caso aconteceu na quinta-feira, 31 de dezembro, na igreja Heal the Outreach Ministries. Um culto de fim de ano conduzido pelo pastor Larry Wright, que também atua como um vereador na cidade de Fayetteville.

Segundo relatos, o homem entrou na igreja enquanto Wright pregava uma mensagem. O homem, que não foi identificado, caminhou em direção ao altar e apontou seu rifle para o teto.

"Posso ajudá-lo?", perguntou Wright. O homem pediu uma oração. Em seguida, o pastor retirou a arma de suas mãos e instruiu seus diáconos a abraçá-lo e fazer com que ele se sentisse bem-vindo. O pastor orou pelo homem, que caiu de joelhos, em prantos.

Wright o convidou para ficar até o fim do culto. No final da reunião, o homem deu um passo adiante quando um convite foi apresentado.

"Ele deu a sua vida a Cristo", disse Wright aos jornalistas. "Eu orei com ele e nos abraçamos. Eu estava como um pai abraçando um filho."

Um dos membros havia acionado a polícia no momento em que o atirador entrou na igreja. Assim que a equipe chegou ao local, Wright pediu para que eles esperassem o homem do lado de fora.

O pastor informou ao atirador, no final do culto, que a aplicação da lei o esperava do lado de fora do prédio. Então, o homem se voltou para os membros da igreja e pediu desculpas por suas ações.

Ele explicou que, inicialmente, tinha a intenção de cometer um crime, mas Deus o tocou. Mais tarde, ele foi levado para um hospital a fim de realizar uma avaliação mental.

O pastor e vereador disse que espera entrar em contato com o homem novamente. "Eu quero acompanhá-lo e ver se ele está recebendo a ajuda e os recursos que ele precisa", disse Wright

Com informações christianpost