Apocalipse é para muitos um enigma de difícil interpretação, mas nos últimos dias temos ouvido falar muito sobre um tema especifico citado em Apocalipse: “Babilônia”, e temos nos feito muitas perguntas como: Quem seria essa mulher que está sentada sobre uma besta escarlate e, “Em sua cabeça estava um nome com significado secreto”? Ela estava vestida de púrpura real e de um reluzente escarlate; “Mistério, a grande Babilônia, a mãe das prostituições e abominações da Terra.”. Por que essa mulher está tão adornada e cercada de tantos bens e riquezas? O que isso significa?

Para os estudiosos a “mulher” é símbolo da Igreja como ilustra perfeitamente apocalipse 12, “1. E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.”. Mas a mulher citada Ap 17 não tem nem por reflexo as qualidades da mulher de Ap12. Ao contrário, ela corteja reis, ou seja, com a qual se prostituíram os reis da terra, vive em relação ilícita com o mundo e que estava cheia de nomes de blasfêmia. Não vestia “linho fino” que é a “justiça dos santos”, mas está ataviada em púrpura e escarlate, e adornada com ouro e jóias de alto preço. Seria uma igreja que estava se conformando ou já conformada, adaptada com o pecado?  Ela ainda estava embriagada com o sangue dos mártires de Jesus.

É interessante observar que na verdade João se deparou com uma igreja que estava sustentando uma ligação com um mundo de pecados, ou um cálice de ouro cheio de “Abominação”. Se parece com uma Igreja que não sofre perseguição, o mundo não a persegue, não a toca. Por quê?

Já esta do outro lado da moeda? Ensinou-nos o próprio Mestre que: ...se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá, pois, o seu reino? Mateus 12:26.

A Bíblia nos manda vigiar, pois às vezes podemos está nos conformando com este mundo, e a igreja que somos nós, perdendo as qualidades da noiva de Cristo. Quando aceitamos as ofertas do mundo “púrpura e escarlate, ouro e jóias,”, deixamos diante de nossos olhos as concupiscências, começamos a aceitar os desejos dos grandes deste mundo dos que fazem a cabeça do leigos. Chamamos o mal de bem, e ao bem mal; dizemos das trevas luz, e da luz trevas; o que é amargo sentimos doçura, e do que era doce amargo!

Mas... Depois destas coisas vi descer do céu outro anjo que tinha grande autoridade, e a terra foi iluminada com a sua glória.
E ele clamou com voz forte, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e guarida de todo espírito imundo, e guarida de toda ave imunda e detestável.

Deus tem um recado a todos nós ele nos diz estas coisas para que sabendo não incorramos no erro: Ouvi outra voz do céu dizer: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos sete pecados, e para que não incorras nas suas pragas.

Não deixe o mundo te vencer, vença o com o bem!

Adailton dos Santos Silva Júnior
Professor da EBD
Maranata, Área IV

Igreja Ass. de Deus em Coroatá